Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Medalha eclética

TST homenageia José de Abreu, Chitãozinho e Xororó e Aloizio Mercadante

O que o ator José de Abreu, a dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó, o ministro-chefe da Casa Civil Aloizio Mercadante e os bispos do Brasil têm em comum? Todos receberam a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho 2014, nesta segunda-feira (11/8), no Tribunal Superior do Trabalho. A condecoração, explica o presidente do TST, ministro Barros Levenhagen (na foto, entregando a medalha a Mercadante), é concedida a pessoas que “efetivamente trabalharam em prol do Judiciário e do seu crescimento”.

"Todos os homenageados representam aquilo que a Ordem do Mérito Judiciário procurou atender, premiando pessoas que investiram seu tempo em causas maiores, seja no programa de Trabalho Seguro, seja contra o trabalho infantil ou, ainda, na colaboração que prestaram ao TST, como deputados e senadores, sem os quais não conseguiríamos aprovar a nova Lei de Recursos (Lei 13.105/2014)", destacou Levenhagen, em seu discurso no evento.

Foram 67 homenageados, entre eles duas entidades: a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cujo presidente é o arcebispo Dom Raymundo Damansceno Assis, e o Movimento Humanos Direitos (MHuD), cuja secretária-geral é a atriz Dira Paes (na foto, ao lado do ator José de Abreu). Também receberam a homenagem a ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvati e o médico Dráuzio Varella, entre outros políticos, magistrados, advogados, professores, médicos e jornalistas.

Também agraciada, a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, afirmou, no evento, que a Justiça do Trabalho traz a Justiça “para quem leva o Brasil adiante: o trabalhador”.

Dom Raymundo Damasceno (na foto, recebendo a medalha do ministro Levenhagen), presidente da CNBB, agradeceu o reconhecimento do TST ao trabalho da instituição e destacou a Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema o tráfico humano. "Levantamos a questão de maneira ampla para defender a dignidade da pessoa humana e seus direitos, pois o tráfico é uma das formas de crime mais horrendas", afirmou.

Para a atriz Dira Paes, a Ordem do Mérito indica que a sociedade deve se envolver com as questões sociais do país. "Não adianta para a população uma atitude passiva, esperando que o governo seja o grande solucionador de todos os problemas brasileiros", afirmou. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST.

Clique aqui para ler a lista completa de homenageados.

Revista Consultor Jurídico, 11 de agosto de 2014, 22h21

Comentários de leitores

9 comentários

Dupla sertaneja? Li direito?

Fernanda Vargas www.martinsfreitas.com.br (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

Pelo amor a tudo que acreditam nesta vida, tenham piedade de nós, colocar uma dupla sertaneja recebendo homenagem do TST? Vou deixar para Renato Russo comentar: Que país é esse???

Lembram quem mais recebeu essa "honraria"?

alvarojr (Advogado Autônomo - Consumidor)

AMILCARE DALLEVO JUNIOR! Proprietário da Rede TV! e contumaz caloteiro de verbas trabalhistas.
É nessas oportunidades que nem precisamos criticar o Judiciário. Ele já se ridiculariza com suas próprias ações.
O problema é que são os jurisdicionados e advogados que sofrem com isso.
Álvaro Paulino César Júnior
OAB/MG 123.168

Não aceite convites que não receberia se estudante fosse.

Aiolia (Serventuário)

Esse era um dito que um professor meu costuma repetir. Enquadra-se perfeitamente aqui. Tive a curiosidade de ir à lista de homenageados. Todos são indicados por um órgão qualquer da Justiça do Trabalho (uma espécie de conselho) e pelos próprios ministros. Pelo que notei, cada um escolhe dois. Daí vi indicados que parecem ter a mesma descendência estrangeira do ministro indicador; outro parece ser o seu médico pessoal; outro, um(a) servidor(a) que trabalha(ou) com o ministro; etc, etc... Um negócio completamente sem sentido...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 19/08/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.