Consultor Jurídico

Patrocinados

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Primeiro lugar na OAB-DF, IDP está com inscrições abertas em São Paulo

A Escola de Direito do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) obteve o maior índice de aprovação entre os alunos que prestaram o exame da OAB no Distrito Federal. A escola alcançou o índice de 65% de aprovação, superando pela primeira vez a UnB (Universidade de Brasília), que registrou 60%.

A excelência e a qualidade do IDP chegaram a São Paulo no início de 2016, sob a Coordenação Científica de Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral e ministro do Supremo Tribunal Federal.

Após um ano no bairro da Liberdade, o IDP São Paulo acaba de se mudar para a Rua Itapeva, endereço nobre da educação na capital. O novo ambiente oferece espaços amplos e modernos para a realização de suas atividades acadêmicas.

Além da metodologia concentrada nas exigências de mercado de trabalho, dos concursos públicos e do exame da OAB, o IDP São Paulo tem um quadro de professores doutores e mestres com grande reconhecimento profissional. Outro diferencial importante é a articulação entre teoria e prática desde o início dos cursos, com oficinas e uso de novas tecnologias.

A Faculdade de Direito do IDP São Paulo está com inscrições abertas para o Processo Seletivo Continuado do Vestibular 2017, com início das aulas em fevereiro de 2017. Podem se inscrever os candidatos com ensino médio completo, ou que venham a concluir até a data de sua matrícula, e os portadores de diploma de graduação.

Serviço
Vagas abertas para turmas do Curso de Graduação em Direito nos períodos matutino e noturno
Início das aulas: 13 de fevereiro de 2107
Localização: Rua Itapeva, 538, Bela Vista - São Paulo (a 300 metros do metrô Trianon-Masp/Paulista).
Inscreva-se pelo www.estudenoidpsp.com.br
Outras informações pelo site ou pelo telefone (11) 2050-0195

Revista Consultor Jurídico, 27 de dezembro de 2016, 15h53

Comentários de leitores

3 comentários

O caça-níqueis exame da OAB, 20 anos titurando sonhos

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista. A CF em seu art. 209 é clara: Compete ao poder público avaliar o ensino. Isso é papel do omisso MEC. Há vinte anos OAB vem e aproveitando da fraqueza dos governos omissos, covardes e corruptos para impor sua máquina de triturar sonhos e diplomas, gerando fome, desemprego, doenças psicossociais e outras comorbidades diagnósticas. Criam-se dificuldades para colher facilidades. Se a faculdade de direito reconhecida pelo Estado (MEC) com aval da OAB não presta o correto é fechá-la e chamar a (ir) responsabilidade dos responsáveis . Mas Isso OAB não tem peito prefere o lucro farto e fácil. Não é verdade que esse exame exige conhecimentos mínimos do advogado recém formado. Eis aqui a verdade: OAB e FGV além de usurparem papel do Estado (MEC), ainda se negam a corrigir com seriedade as provas da segunda fase do X caça-níqueis Exame da OAB. Uma excrescência tão grande que de acordo com o Blog Bocão News, levou o ex- Presidente da OAB/BA, nobre advogado Dr. Saul Quadros Filho em seu Facebook, a fazer duras críticas à empresa que organiza atualmente o exame da OAB. De acordo com Saul Quadros Filho, a FGV comete tantos erros na confecção da prova que é preciso urgentemente cobrar da instituição o mínimo de competência. (...) Portanto, o dever do Conselho Federal é cuidar da qualidade das provas ou então aposentar o exame. (...) No atual momento o Conselho Federal tem que ser solidário e não o algoz dos que" foram reprovados "pela FGV quando, na verdade, se tem alguém que merece ser reprovada é, induvidosamente, a própria Fundação Getúlio Vargas, endureceu Quadros. Isso é Brasil 12 milhões desempregados, entre eles cera de 130 mil escravos contemporâneos da OAB jogados ao banimento sem direito ao trabalho.

Exame.

Neli (Procurador do Município)

Não exige nada além do que o aluno estudou na graduação.
A reprovação é decorrente do aprendizado ruim do graduando e, pode ocorrer, também o nervosismo na hora da prova.
Sempre dei dicas para os meus estagiários, aqueles que seguiram, passaram! Na hora da prova, se estiver nervoso, perca dois minutos para se acalmar.Alguém calmo, numa prova, "e pouco sabendo”, terá mais chances de passar do que aquele "que sabe tudo”, mas, está nervoso.
Letra! Se tiver letra ruim, faça todos os dias, desde o primeiro dia da graduação, resumo das matérias, preocupando em melhorar a letra .O examinador não é obrigado a conhecer os garranchos...
Estudar muito direito constitucional.
Quem conhece direito constitucional, nossa Constituição minuciosa, saberá princípios básicos de todas as disciplinas Concentração e foco.
Não se distraia na hora da prova.
Sou contra levar água, bolachas, balas, chicletes, maçãs etc. Isso distraí na prova.
Ficar três horas sem tomar água ou comer, não matará e o objetivo maior é demonstrar o conhecimento e não saciar a sede ou fome.
A prova avalia minimamente o graduando.
Se o Exame quisesse reprovar, teria no regulamento: a cada três respostas erradas, anula uma certa, e parece-me não ser esse o caso.
Antigamente, qualquer um poderia ser advogado.
Hoje? Não!
O Exame,portanto, valoriza a Advocacia.
Respondo ao colega: a Residência Médica não é estágio, mas, uma especialização dentro do Hospital.
Ganha porque além de aprender trabalha como um profissional e sob a supervisão de um.
O graduado termina a residência especialista na área que escolher. Quanto aos valores: relativo!
É necessário perquirir os custos.
E na OAB há a cota para os hipossuficientes. Lá, não sei.

A propaganda é alma do negócio

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista. Se a Constituição o diz que compete ao poder público avaliar o ensino (leia-se art. 209 ), é coreto uma entidade privada usurpar papel do omisso MEC, para impor o seu pernicioso exame caça-níqueis? Para que serve as universidades?
Criam-se dificuldades para colher facilidades. Taxas médias dos concursos nível superior R$ 80, taxa do caça-níqueis exame da OAB, R$ 240, (um assalto ao bolso). Taxa Concurso de Residência Médica apenas R$ 80,00 valor da bolsa R$ 3.330,93. Estima-se que nos últimos vinte anos só OAB abocanhou com altas taxas de inscrições e reprovação em massa, cerca de quase R$ 1,0 bilhão de reais, sem nenhuma transparência, sem nenhum retorno o social e sem prestar contas ao TCU. Criam-se dificuldades para colher facilidades.
A cada certame vem batendo todos os seus recordes de reprovações. Quanto maior a reprovação maior o faturamento. Criam-se dificuldades para colher facilidades. Taxas médias dos concursos nível superior R$ 80, taxa do caça-níqueis exame da OAB, R$ 240, (um assalto ao bolso). Taxa Concurso de Residência Médica apenas R$ 80,00 valor da bolsa R$ 3.330,93. Estima-se que nos últimos vinte anos só OAB abocanhou com altas taxas de inscrições e reprovação em massa, cerca de quase R$ 1,0 bilhão de reais, sem nenhuma transparência, sem nenhum retorno o social e sem prestar contas ao TCU.Criam-se dificuldades para colher facilidades. Segundo o Portal Exame de Ordem, ancorado pelo nobre professor e conceituado advogado . Maurício Gieseler, afirmou: “Tenho quase certeza de que a reprovação foi acima dos 90%. (...) “Aí vem uma simples constatação: a prova da 1ª fase do XXI NÃO foi feita com o propósito de avaliar, de medir o "mínimo necessário" para o exercício da advocacia.

Comentários encerrados em 04/01/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.