Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Proteção da infância

MP-RJ abre inquérito civil para investigar jogo Baleia Azul

O jogo Baleia Azul será investigado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e o objetivo é retirar do ar páginas que promovam essa competição. Foi instaurado um inquérito civil que será conduzido pela 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Infância e Juventude da Comarca da Capital.

A promotora de Justiça Paula da Fonseca Passos Bittencourt informa que coletou informações acerca do funcionamento do jogo em ambientes virtuais, a partir de notícia que recebeu da procuradora de Justiça Flávia Ferrer com o alerta de que o jogo estaria induzindo adolescentes russos ao suicídio.

Ela ressalta ainda que mortes de jovens em Minas Gerais, Rondônia e Mato Grosso podem estar ligadas ao Baleia Azul e que a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática já investiga o aliciamento de jovens no Rio de Janeiro.

O jogo consistiria em trocas de mensagens em que um dos organizadores do grupo, ou "curador", envia uma série de 50 desafios a serem cumpridos. Entre as tarefas, fazer fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se desenhando baleias com instrumentos afiados em partes do corpo e ficar doente. Os desafios do Baleia Azul envolvem isolamento social, automutilação e incentivo ao suicídio de adolescentes e jovens. Instigar ou induzir ao suicídio é considerado crime pelo artigo 122 do Código Penal. Com informações da Assessoria de Imprensa do MP-RJ. 

Revista Consultor Jurídico, 3 de maio de 2017, 13h54

Comentários de leitores

3 comentários

Cabral e Pezão fizeram a festa sob as barbas do MP

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Olá MPRJ!?
.
Tentando mostrar serviço depois de assistir durante décadas de forma TOTALMENTE PASSIVA (no mínimo) o Estado do Rio de Janeiro ser destruído, vilipendiado e assaltado pela quadrilha liderada por Cabral/Pezão?
.
Esta instituição terá que derrotar um oceano de baleias azuis para recuperar alguma credibilidade...

Água de novo

Iberê Ranieri (Advogado Autônomo - Civil)

Concordo com o Bruno. Grande chance de se chegar a alguma organização internacional e não dar em nada. Melhor a fazer são alertas e planos de divulgação reversa.

Mais um

Bruno Kussler Marques (Advogado Autônomo - Internet e Tecnologia)

Já tem pelo menos uns 6 estados diferentes onde os respectivos MPs dizem estar investigando a infame baleia além de um pedido de CPI cujo o único objetivo é a tentativa de controlar a internet no Brasil usando a desculpa de "proteger as crianças" pra implementar novas formas de censura. Sinceramente, essa investigação não vai dar em nada visto inclusive o caráter transnacional disso tudo, mesmo assim não param de chutar esse cachorro morto.

Comentários encerrados em 11/05/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.