Consultor Jurídico

Notícias

Dignidade ferida

Bancário dispensado próximo da estabilidade pré-aposentadoria será reintegrado

Comentários de leitores

1 comentário

Decisão justa.

Neli (Procurador do Município)

Dias atrás, li aqui no CONJUR uma decisão dessa Corte!
Alguém que fora demitido, da empresa, após 28 anos de trabalho, retornando de licença médica para tratamento de câncer, não tinha direito à indenização por danos morais.
E que câncer não é uma doença que gere preconceito.
O ex-empregado recebeu quase às vésperas da morte, a espada do desemprego na cabeça e já possuía a espada da morte...
Parece que pouco tempo depois a morte lhe ceifou a vida.
Agora determina a reintegração de um empregado, quando faltam seis meses para a estabilidade por aposentadoria.
Pelo que se deduz o termo final da estabilidade somente se completaria dali a seis meses.
E mesmo assim, foi uma decisão justa, porque essa demissão foi dada, ao que tudo indica, para o empregado não entrar na estabilidade pré-aposentadoria.
Por fim, o câncer é uma doença que só quem teve ou tem sabe do preconceito que sofre.
Infelizmente!
Imagino a dor moral que aquele empregado(ex) tenha sofrido.

Comentar

Comentários encerrados em 21/09/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.