Consultor Jurídico

Covardia registrada

TED da OAB-SP instaura procedimento contra procurador que agrediu colega

O Tribunal de Ética e Disciplina da seccional paulista da OAB determinou a instauração de ofício de representação contra o procurador Demétrius Oliveira Macedo que agrediu a procuradora-geral  do município de Registro (SP),  Gabriela Samadello Monteiro de Barros. 

Demétrius Oliveira Macedo agrediu a procuradora-geral de Registro
Reprodução

"Considerando a gravidade dos fatos, nos termos do §3º do artigo 70 do Estatuto da Advocacia e da OAB, foi determinado, ainda, que se proceda aos trâmites processuais necessários a suspensão preventiva do acusado, que será notificado a comparecer e manifestar-se a respeito dos fatos para deliberação pela Turma do TED competente, que deverá concluir o processo disciplinar no prazo máximo de 90 dias", diz trecho de nota divulgado pela OAB-SP. 

As imagens das agressões de  Demétrius contra sua colega de trabalho viralizaram e provocaram comoção na comunidade jurídica. O procurador teria agredido a colega por ela ter aberto um processo disciplinar contra ele. 

Segundo a vítima, Demétrius já havia apresentado comportamento grosseiro com outra funcionária do setor. Isso, inclusive, teria motivado a abertura do procedimento administrativo que resultou na agressão.

Por meio de nota, a prefeitura de Registro informou que já está tomando as providências necessárias e já determinou, de imediato, que o agressor seja suspenso.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2022, 16h45

Comentários de leitores

5 comentários

Esse Kersting é professor mesmo?

Otávio Sales (Professor)

O indivíduo acha que não há política envolvida na questão. Lamentável que pessoas que lecionam no ensino superior tenham formação tão precária. Isso que gera situações como essas, de violência. A desinformação e despreparo

Punição

José Aparecido Martins de Souza (Funcionário público)

Espero que a OAB puna disciplinarmente este sujeito que não tem condições de exercer cargo ou função alguma; e que a Prefeitura lhe dê a suspenção sem vencimentos....

Reflexos

Flávio Marques (Advogado Sócio de Escritório - Eleitoral)

Como bom seguidor, a ação criminosa do marginal expõe, hoje, o reflexo social deste pseudogoverno: agressão às minorias, machismo (de conveniência, pois, contra outros homens, acovardam-se como bons frouxos que são!), misoginia, negacionismo, aversão à cultura etc. Que o marginal seja expulso dos quadros da OAB alfim do processo administrativo.

Tolices

Antonio Carlos Kersting Roque (Professor Universitário - Administrativa)

Politizar a conduta de um marginal com carteira da OAB, somente evidencia a tua limitação intelectual.
Uma pena

Pseudoprofessor

Flávio Marques (Advogado Sócio de Escritório - Eleitoral)

Não é política porque está exposto print do Twitter desse marginal em que, na apresentação da página, há a famigerada frase do beócio presidente (?) da República: "Brasil acima de tudo(...)". Contudo, há precipitação da sua parte ao querer tachar como sendo mera "politização" algo que é fato: a coragem para exteriorizar preconceitos - até então "enrustidos" - instigada pelas análogas ações do beócio presidente (?) da República. Porém, pelo que fora escrito precipitadamente por ti, só me fez lembrar do "grande discurso" de Caetano: "você é burro, cara, que loucura, como você é burro. Que coisa absurda. Isso aí que você disse é tudo burrice. Eu não consigo gravar muito bem o que você falou, porque você fala de uma maneira burra".
PS1: Link que expõe o Twitter do marginal com a frase BOÇALnarista: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/agressor-de-procuradora-usa-frase-de-bolsonaro-brasil-acima-de-tudo-deus-acima-de-todos/

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 30/06/2022.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.