Consultor Jurídico

Muro derrubado

Suprema Corte dos EUA corrói ainda mais a separação entre igreja e Estado

Retornar ao texto

Comentários de leitores

5 comentários

O estado não pode se intrometer na religião e vice-versa.

Jacques Villeneuve (Outros)

Sim. Decisão temerária segundo a Constituição dos Estados Unidos e que afronta o axioma da separação de estado e igreja nela contida, a meu ver, data venia às opiniões discordantes abaixo, algumas talvez influenciadas por convicções pessoais.

A decisão pede uma resenha mais cuidadosa e profunda

Flávio Ramos (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Se o pai subvencionado não pode usar o dinheiro do contribuinte para pagar a escola de sua escolha só porque ela é religiosa, também não poderá abater o custo da escola dos filhos de seu imposto de renda, se ela for religiosa. É dinheiro do contribuinte nos dois casos.
Isso me parece bastante discriminatório.

Contaminação

Januah Olivehha (Advogado Sócio de Escritório)

Apenas alguém levado pelo preconceito é capaz de escrever uma matéria fazendo distinção só interessada em expor o seu ponto de vista, ao invés de noa trazer a notícia crua e sem opinião, afinal é natutal que todos participem da sociedade, não possuindo importância a orientação sexual, cor, gênero etc.

Vitória! Igualdade e isonomia

Dr. Jonatas Duarte - Advogado. (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O que não se pode admitir é que os recursos públicos sejam revestidos de viés político para ativismos mil, sem que seja concedido o direito da maioria de um Estado democrático de exercer suas crenças e valores.
Agora, sendo qualquer outra religião, deve ser aplicado o mesmo precedente.

Entendi direito ?

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

As escolas religiosas não aceitam matrículas de alunos que não professem a sua fé ?
E isso não é inconstitucional nos EUA ?
Estudei em colégios católicos em que havia alunos de outras religiões. É verdade que havia um certo constrangimento por parte de algumas professoras, porém eu e outros alunos sempre defendemos os direitos dos colegas de outras religiões.
Parece-me que esse é o ponto principal a ser debatido.

Comentar

Comentários encerrados em 30/06/2022.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.